CLORO | 1o mergulho

Versão preliminar da audiopeça para piscina “CLORO”, livremente inspirada na HQ francesa “O gosto do cloro” de Bastièn Vives e completamente influenciada pela urgência, sustos e agouros vivenciado pelos paulistanos devido ao colapso hídrico atual. Idealizada e dirigida por Mariana Vaz, com dramaturgia de Ricardo Inhan. Realizada no início de 2016, realizada com apoio do PROAC 8- PRODUÇÃO DE ESPETÁCULO INÉDITO E TEMPORADA DE TEATRO 2014 . “CLORO – 1o mergulho” aconteceu no CEU Heliópolis e no Clube escola Vila Guarani, em São Paulo .

Em CLORO, passado, presente e futuro se misturam num espiral de sons e imagens. No passado, três jovens encontram-se às quartas-feiras para uma aula de natação. Partilhando mergulhos, sonhos e silêncios. No presente, os mesmos jovens procuram o que fazer em meio a tardes cada vez mais quentes, com as piscinas quase vazias, numa cidade em estado de atenção. No futuro, isolados em seus apartamentos, numa metrópole destruída e seca, gravam depoimentos para a posteridade. “Cloro” acontece em piscinas como um roteiro audioguiado. O público recebe um receptor de rádio e fones de ouvido e também participa de uma tarde de quarta-feira: as mágicas tardes da juventude misturam-se com as tardes acizentadas do presente e o cataclisma do futuro.

FICHA TÉCNICA:  Idealização, Direção e Mapa de Dramaturgia: Mariana Vaz Texto: Ricardo Inham | Assistência de Direção: Monique Maritan | Com: Ricardo Henrique., Pedro Stempniewski e Stella Garcia | Edição de Som e Trilha Sonora: Felipe Julia e Pablo Mendonza

Editas & Fomentos

  • ProAC 8- PRODUÇÃO DE ESPETÁCULO INÉDITO E TEMPORADA DE TEATRO 2014

2016

Janeiro – 4 sessões – Clube Escola Guarani – São Paulo

2015

Dezembro – 10 sessões – CEU Heliópolis – São Paulo